Buscar
  • Luciano Costa

Mais 3 sinais de que sua empresa precisa ser reestruturada (2ª parte)


Na primeira parte dessa série, destacamos três indicativos de que sua empresa esteja precisando (urgentemente) de reestruturação.


A palavra "reestruturação" é ouvida com temor nos corredores de uma empresa. Todos pensam em "cortar empregos". Isso é um problema grave, porque faz com que muitos gestores evitem traçar planos para remodelar seus processos ou modelos de negócio por medo de serem malvistos.


No entanto, a reestruturação empresarial deve ser um processo contínuo de aprimoramento, um modo de funcionar, uma mentalidade. Uma empresa que está sempre se alinhando às demandas internas e externas é uma empresa com mais chances de longevidade.


O termo da moda - "inovação" - pode e deve ser entendido como o constante aperfeiçoamento das atividades de uma empresa. É fazer mais e melhor com menos recursos. Uma empresa que se reestrutura continuamente é uma empresa que inova. (Veja aqui os princípios da Lean Startup que norteiam a mentalidade inovadora).


Vamos a outros quatro sinais de que sua empresa precisa de reestruturação:


(4) Alta rotatividade de colaboradores


Ligue uma "luz amarela" ao perceber que ninguém para em uma vaga. A alta rotatividade de colaboradores pode indicar problemas sérios de liderança, nos planos de carreira ou até um ambiente de trabalho tóxico.


A troca constante de colaboradores significa mais gastos. Quando um funcionário vai embora, inicia-se um processo de substituição, o que custa horas de trabalho (internas e/ou terceirizadas). Ressalta-se também o passivo gerado pela demissão e o custo da burocracia de desligamento e contratação.


Alguns indicadores auxiliam os gestores a enxergar esse problema mais claramente. A chamada "taxa de turnover" pode indicar se há problemas no processo de recrutamento e seleção, no onboarding (integração de recém-contratados) ou na retenção de talentos. O nível de satisfação dos funcionários com a empresa é outro ótimo índice. O cálculo de absenteísmo, por sua vez, ajuda a monitorar o problema antes que seja tarde demais.


(5) Retrabalho é a norma


O retrabalho ocorre quando uma atividade precisa ser feita de novo por não ter sido executada corretamente da primeira vez. Se isso é comum na sua empresa ou no seu setor, é um sinal de que algo não esteja funcionando.


O principal motivo que leva ao retrabalho é a execução errada de uma atividade. Muitos fatores podem originar essa prática costumeira: falta de comunicação entre os colaboradores; escopo do projeto mal definido; inexistência de treinamentos; mudança nos processos enquanto se executa a atividade; falta de capacidade; falhas no briefing com o cliente.


Outro motivo que provoca o retrabalho é o microgerenciamento. Problema comum com lideranças fracas ou mal posicionadas (e, às vezes, incompetente), microgerenciar é controlar toda e cada etapa de uma atividade, por menor que ela seja. Geralmente, esse tipo falho de liderança produz colaboradores ineficientes e insatisfeitos, o que provoca ainda mais erros em uma equipe.


(6) Queda de faturamento


Dentre os mais temíveis dos indicadores, a queda de faturamento é - SEMPRE - um problema com muitas origens. É dever do gestor ou empresário perguntar a si e aos seus colaboradores as causas da queda em vendas ou fechamento de contratos.


Dentre os questionamentos necessários, apontamos:


  • O mercado mudou ou minha empresa não está sendo competitiva?

  • Minha equipe de vendas é bem treinada/remunerada?

  • Os padrões de consumo do meu produto/serviço foram alterados?

  • Estamos insistindo em modelos de negócio ultrapassados?


Todas essas perguntas podem ser respondidas em um projeto global de avaliação. Ele deve apontar as áreas em que a reestruturação se faz necessária, em que ordem fazê-la e como implementá-la.


Esses são apenas alguns dos fatores que nós, da Exponencial, consideramos ao atuar nas rádios do Brasil. Nossa missão é trazer o rádio para o mais alto nível de excelência em uma era digital, sem perder o fator humano.

Se você, gestor ou diretor, percebe um desses sinais no dia a dia da sua rádio, certamente é preciso parar e analisar a saúde da empresa.

Para mais informações, entre em contato conosco pelo WhatsApp clicando aqui.

Luciano Costa

Exponencial.

Sua rádio mais rentável e mais humana.

14 visualizações0 comentário