Buscar
  • Luciano Costa

5 sinais de ambientes tóxicos no trabalho e o que fazer para mudar isso


Toda empresa precisa ter um ambiente salutar para ser sustentável. Um ambiente de trabalho tóxico é prejudicial para os colaboradores e para a organização. Tratar a rádio como uma empresa que mira na criação de um ambiente colaborativo e transparente deve ser um dos pilares de um gestor responsável.


Há vários sinais que indicam a formação de um ambiente tóxico nas empresas.

  1. O absenteísmo (quando muitos colaboradores faltam constantemente ao trabalho, especialmente quando as explicações para isso são vagas);

  2. Maus tratos por parte dos superiores (quando os chefes desrespeitam, usam linguagem chula, ou oprimem colaboradores pra alcançar metas, por exemplo. O sarcasmo e o cinismo são presenças constantes na comunicação);

  3. A falta de comunicação entre colaboradores e entre líderes e liderados (quando todos sentem medo ou ansiedade para dar feedback ou para dar ideias, ou quando simplesmente não há oportunidades para uma comunicação efetiva e profissional. Outra situação é quando chefes demandam que sua equipe "leia a sua mente", o que é fonte de grande frustração e insegurança);

  4. Uma chefia autoritária (quando ordens são disparadas e não há qualquer acompanhamento sobre o que pensa a sua equipe, ou o líder age como se fosse o único com habilidades e conhecimento para lidar com todos os assuntos);

  5. O assédio moral (ocorre quando colegas põem obstáculos ao trabalho de outro, dificultando o dia a dia na empresa, ou quando há perseguição por parte de "panelinhas" contra um ou mais colaboradores)


O que um gestor pode fazer para mudar isso?


Se você, gestor, identificou um ou mais elementos acima descritos no seu cotidiano laboral, há alguns caminhos que podem solucionar o problema antes que ele derrube o seu negócio.


(1) Educação e treinamento


A primeira alternativa é conscientizar os colaboradores sobre os custos (humanos e financeiros) em manter um ambiente tóxico na empresa.


Treinamentos constantes para gerentes e diretores são úteis para mostrar os malefícios de tais comportamentos para os outros e para si mesmos.


(2) Feedback constante


Uma empresa sem feedback está fadada ao fracasso. Os colaboradores precisam de um canal anônimo para relatar experiências negativas e preocupações. O medo de represálias inibe o feedback verdadeiro e impede o gestor de enxergar o ambiente real em que sua equipe trabalha.


(3) Defesa explícita de normas justas e éticas


A empresa precisa que seus mais altos funcionários defendam a aplicação de uma conduta ética para todos. Isso deve se refletir em como lidam com funcionários novos (treinamento), em programas de compliance e na gestão que vise a manutenção de um ambiente justo.


Isso faz com que os colaboradores tenham segurança para enfrentar situações abusivas e tóxicas, e promove um ecossistema ético e produtivo.


Esses são apenas alguns dos fatores que nós, da Exponencial, consideramos ao atuar nas rádios do Brasil. Nossa missão é trazer o rádio para o mais alto nível de excelência em uma era digital, sem perder o fator humano.

Para mais informações, entre em contato conosco pelo WhatsApp clicando aqui.

Luciano Costa

Exponencial.

Sua rádio mais rentável e mais humana.

39 visualizações0 comentário